18 ♥


Por breves instantes desejei ficar sozinha. Quis deixar-te ir. Ainda que me custe admitir, por segundos, quis a minha antiga vida de volta. Mas que porra? O que a minha vida tinha à um ano e meio atrás? Nada que valesse a pena voltar. 
Por pequenos instantes, quis que fosse apenas eu, mas por toda a vida, desejei que fôssemos nós.
Quando soube que poderias ter de partir, o meu coração caiu-me aos pés. Tínhamos finalmente esclarecido as coisas e ouvir aquelas palavras... 
Mas quando me disseste que não ias a lado nenhum, que o teu lugar era aqui, quase me senti culpada. 
Não queria impedir-te que fosses com os teus pais, mas também nunca iria implorar para que não fosses,se esse fosse o teu desejo. 
E sou egoísta por dizer que felizmente não é isso que queres. Sim, sou egoísta por te querer todos os dias da nossa vida mesmo quando estou à beira do abismo. 
Tinhas razão quando disseste que a nossa vida está agora a começar. 

Eu amo-te. Apesar de tudo, é a ti que eu amo e jamais trocaria estes 18 meses pelo que fosse. 


Share This Article:

CONVERSATION

0 comentários :

Enviar um comentário