Our love #11 || "Sempre volto a ele" # "Estou pronto para o enfrentar a teu lado"



Rita: De regresso a casa, tentei pôr de lado o que acontecera nas férias e seguir em frente. O Lex sabia que eu não tinha gostado do que ele tinha feito por isso não falei no assunto logo que voltámos a casa. Só lá para o mês de Outubro, início de Novembro, por um motivo qualquer que já nem me recordo, o assunto voltou à baila. Naquela altura, era eu quem andava perdida. Não sabia o que fazer ou o que pensar, sequer. Pus tudo em causa e tentei aconselhar-me com outras pessoas, talvez me pudessem colocar no caminho certo. Contudo, o caminho certo ia sempre de regresso ao Lex. Desde sempre foi assim. É como se houvesse um íman entre nós a puxar-nos um para o outro sempre que nos perdemos. 
A verdade, é que mesmo quando discutimos são as nossas fotos, os nossos textos, as nossas cartas que me colocam no caminho que devo seguir. E sempre volto a ele, onde é o meu lugar e onde sempre será.  As coisas boas são sempre mais que as más.
Colocámos tudo em pratos limpos e numa manhã de chuva e frio, acabei a chorar nos braços dele uma vez mais. Foram muitas poucas (mesmo poucas) as vezes que ele me viu chorar. Naquele dia, disse-me que o padrasto ia trabalhar como caseiro numa quinta e que tencionava levar a família toda atrás. Não que fosse na outra ponta do país mas iriamos estar reduzidos a vermo-nos aos fins-de-semana, isto claro, se o padrasto cumprisse a palavra dele em o vir trazer. Coisa que nunca acreditei que fosse fazer assim que o apanhasse lá.  Tentaram convencê-lo a ir com promessas de mundos e fundos e quase lhe fizeram um ultimato. 
Pela primeira vez, tive realmente muito medo de o perder. Podemos ser fortes mas não sei se seríamos assim tão fortes ao ponto de só estarmos juntos uns dias por mês. Não acredito muito em amores à distância, pelo menos para mim não iria funcionar. Sou muito terra-a-terra. Gosto de sentir o carinho e o amor dele por mim, aqui. Perto de mim. Mas se ele decidisse seguir a família, não o iria impedir, por muito que me custasse.
Conversámos sobre isso e o Lex deu a entender que não iria a lado nenhum. Mas eu tinha medo. Medo que o convencessem a ir. Cheguei a casa e ainda no carro mandei-lhe uma mensagem "Eu amo-te e não estou disposta a perder-te ou o que seja, por capricho de pessoas que nada fizeram por nós. Que se dane o mundo. Eu amo-te. Quero-te. Não me contento com pouco. Não me contento em te ter só aos fins-de-semana. Quero-te a tempo inteiro. Quero-te para sempre."
Não o iria impedir de ir, não o faria escolher entre nós e a família, mas no fundo, tudo o que eu queria era tê-lo por perto. Só eu sei a falta que me iria fazer. 
Contudo, a decisão era dele e só dele, afinal ele já tinha 20 anos e sabia o que havia de fazer e o que queria.


Qual decisão acham que o Lex tomou??
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Lex: Numa manhã conversámos, abraçamo-nos e algumas lágrimas caíram. Os meus pais contaram-me no dia anterior que iriam  mudar de casa porque arranjou trabalho noutro sítio e  queriam que eu fosse com eles à força mas nunca quis e nem sequer me agradou a ideia de sair daqui. É aqui que eu tenho tudo, e não vou abdicar de nada pelos erros dos outros (erro dos meus pais, gastarem dinheiro a parva para fazer uma casa e agora ter de a entregar ao banco), se na altura não tinham dinheiro, porquê andar a inventar? Porquê pedir empréstimos? Eu podia já ter a carta, podia/podíamos ter uma vida melhor se tivéssemos continuado em casas de renda, mas pronto...

Quando li a SMS que  a Rita me enviou eu emocionei-me mas adorei a SMS. Eu não fui... Não vou... E não irei a lado nenhum... A não ser que vá  a teu lado Ritinha ;)

Não sei o que o futuro nos reserva mas eu estou pronto para o enfrentar a teu lado :$

Imagem: We ♥ it

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Aqui fica mais uma parte da nossa história. Estão a gostar?? 
Não se esqueçam que podem sempre aceder ali ao lado em Links/Archives, Always & Forever.Esperamos que tenham gostado deste pedacinho de nós.

Share This Article:

CONVERSATION

0 comentários :

Enviar um comentário