Kiki, a história


Em Julho de 2011 a minha mãe trouxe uma gatinha para casa. Meio branca, meio bege, de olho azul...a bolinha de pêlo mais fofa que já tinha visto. Batizei-a de Kiki. A Kiki era revessa, não dava mão a ninguém, escondia-se nos sítios mais estúpidos e imaginários mas foi mimada por todos e tornou-se no animal mais meigo que já conheci (excepto o meu primeiro gatinho que também era uma paz d'alma.)
A Kiki não é só uma gata, é "a" gata. Faz parte da família há quase 4 anos, já contribuiu com umas 4 ou 5 ninhadas de gatinhos que foram todos dados a gente de confiança, mas por agora chega. A Kiki, a minha fiel amiga e companheira chata, fingida e mimada passou 8h com contrações para trazer ao mundo os seus filhotes e nunca miou sequer. É estúpido quando não ouvimos o nosso bichano miar durante dois dias sequer. Temi pela vida dela por ter a noção que algo de errado se passava, bolas, eu conheço a minha gata.
Agora, sei que ficará bem. Por uma questão de horas, dias..sei lá, podia ter corrido mal... mas está bem. Está salva, que é o mais importante.
A Kiki fez hoje uma cesariana por não conseguir ter os filhotes por parto natural e como "bónus" a veterinária retirou-lhe o útero ou raio que o parta para garantir que nunca mais engravide sequer.Por muito fofinho que possa ser ter uma ninhada de caxopos em volta dela há coisas que doem e uma delas foi ver a minha gata naquele estado.
Kiki, melhora depressa heart emoticon porque tu és e sempre serás parte desta família, nada seria igual sem ti, chatinha!
(O meu obrigado à Dra. da Clinica Veterinária que, em poucas palavras, salvou a minha gata!)

Share This Article:

CONVERSATION

2 comentários :

  1. É incrível a forma como nos apegamos aos animais e eles a nós. O meu Francisco,um gato de 8 meses, caiu da janela do 3° andar e partiu uma pata. Agora anda com ferros para curar mas foram tempos para esquecer.

    ResponderEliminar
  2. Sei tão bem o que é uma ligação com o nosso gato. Que bom que tudo acabou por correr bem.

    ResponderEliminar