Da ex-amiga grávida


Creio que no último post não me expressei totalmente como queria, mas a surpresa falou por si. 
Vamos começar do principio, certo? 
Então, eu e a dita-amiga-grávida fomos da mesma turma desde o jardim de infância até ao 3º ano. No ano seguinte mudei de escola e quando passei para o Ciclo (Ensino Básico) cruzávamos-nos nos intervalos mas nada mais do que isso. Tínhamos novos amigos, novas turmas e a ligação com os meus primeiros amigos de infância foi-se quebrando com o passar do tempo. 
No 7º Ano, por ideia de sabe-se lá quem, metade dos alunos foram transferidos para o Liceu para o meio da selva de gente grande. E eu fui uma dessas pessoas. Mais uma vez, mudei de escola contra a minha vontade. Durante mais dois anos não vi nem soube de ninguém desses amigos. Mas no 9º ano, com a febre do Hi5 retomei contacto que alguns deles, nomeadamente a dita-cuja-amiga. 
Fiquei tão feliz. E ainda mais quando no 10º Ano, ao mudar-se para o Liceu, ficou na mesma turma de Artes que eu. Depressa tornámos-nos novamente inseparáveis e ainda mais depressa começou a haver confusões para os dois lados por isso a meio do 11º ano abrimos guerra uma contra à outra, com outras amigas que tínhamos em comum, pelo meio a atirar mais lenha para a fogueira.
Posto isto, quando acabei o secundário ela ainda por lá ficou porque mudou de curso duas vezes (eu mudei uma vez, para Design de Interiores), virei costas àquilo tudo sem olhar para trás, sem remorsos, sem nada. 
Ambas cometemos erros, admito isso, é claro. 
Mas quando hoje me aparece uma foto dela grávida de uns 7 meses para aí?! à frente no facebook, caiu-me o queixo. Totalmente. Fiquei parva, não estava de todo à espera.
Agora dizem vocês e muito bem, Ellie, miúdas ainda de fralda a ter filhos é o que mais há neste mundo fora. E sim, é verdade. Mas o que me "chocou" mais foi por saber o estilo de vida que ela e a família sempre teve, com problemas financeiros e tudo mais e agora arranja um caxopo para os pais dela ou do namorado sustentarem? Juntam-se na casa dos pais de um ou do outro e pronto, vão vivendo com o que ganharem. Acidentes. Sim. E nos dias de hoje acidentes acontecem porquê?
Não estão informados ou não lhes apeteceu vestir uma roupinha ao bicho? 
Eu tenho 22 anos e não sei o que me pode acontecer no futuro sobre este assunto, mas por falta de  precauções não seria certamente. Eu né? Dona do meu nariz. Era logo "Ou vestes uma roupinha nessa coisa que tens entre pernas ou não há nada para ninguém" Ahaha. 
Mas a sério, apesar dos problemas que tive com ela, não lhes desejo mal nenhum, claro. Que sejam os três felizes e que lhe corra tudo pelo melhor.

Share This Article:

CONVERSATION

6 comentários :

  1. Não será uma gravidez desejada? Bem sei que o mundo mudou nas últimas décadas e hoje somos dependentes dos pais até mais tarde, mas uma gravidez aos 22 anos não me parece excessivamente prematura. Tenho colegas de escola a noivar/já casados/com filhos e acho normal :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duvido. Não vivem juntos nem nada. Conheço-a um bocadinho para saber que apesar de tudo, ela não faria uma coisa destas planeada se não tivesse condições para tal e isso incluía viver com o namorado.

      Eliminar
    2. Ah, assim faz sentido :) Tinha interpretado mal, pensei que te estivesses a referir sobretudo à idade e não à falta de condições.

      Eliminar
  2. Wow. Pois gravidez aos 22 já não tão prematura. Mas nos dias de hoje, quem é que consegue ter condiçoes para ter uma criança, aos 22, sem ajuda dos pais? Desejo tudo de melhor para essa rapariga e acho que ela vai ter algo complicado pela frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes tbm é um pouco de irresponsabilidade...

      Eliminar
  3. Nádia, quanto à idade, como isto anda já nem me surpreende. Apenas fiquei surpresa relativamente ao facto de saber as condições que ela e os irmãos cresceram, não digo que tenham passado fome mas sempre houve problemas com os pais. E por isso duvido que tenha sido planeado. Mas se foi é porque sabia o que podia dar a esse filho.
    Eu cá não tenho nada a ver com isso, apenas "desabafei" aqui no blog pq não deixou de me apanhar desprevenida. Totalmente.

    ResponderEliminar