Porta da rua, serventia da casa

Após um comentário de um (ex) seguidor no post anterior em que cito "Desculpa mas depois deste post deixarei de seguir este blog. Peço-te que te informes antes de entrares na onda da xenofobia. Um dia antes do atentados em Paris, 40 muçulmanos foram vítimas de um atentado em Beirute. Essas vítimas, bem como os refugiados, são iguais a nós. Estamos todos a ser vítimas da mesma violência." e ao qual respondi "Desculpa mas é xenofobia ter medo do que aí vem? Será que as pessoas mortas durante a última noite foram xenofóbicas? Acho que todos nós temos medo dos refugiados porque sabemos perfeitamente que no meio de muita gente que pode ser boa vem terroristas e quem acha que não, engana-se. Não se trata de xenofobia mas de justiça. Não acho bem os apoios que negam aos portugueses que passam fome e dormem na rua e vão dá-los a essas pessoas. Porque não dar-lhes antes um emprego e eles que façam a vida deles como todos nós temos de fazer? 
Podes deixar de seguir o blog à vontade, que eu saiba, ainda tenho direito a exprimir a minha opinião,qualquer seja ela.quem não aceita que os outros tenham as suas opiniões, podem seguir o mesmo caminho e abandonarem o meu blog. Por que tal como indico é o "meu blog". escrevo o que penso, o que quero, sempre assim foi. Quem não gosta do que lê, tem bom remédio. Acho que ainda tenho direito a exprimir a minha opinião mesmo que seja diferente das vossas, não? 

Share This Article:

CONVERSATION

8 comentários :

  1. Acho que essa coisa de ser xenofóbico está a passar dos extremos, as pessoas já não podem ter uma opinião.Eu acredito que no meio de gente boa haja pessoas más, como vice-versa, também acredito que a haja infiltrados juntamente com as pessoas que fogem da guerra,e depois há pessoas que os acham todos terroristas e mais não sei o que, e eu vou insultar a pessoa?Cada pessoa pode exprimir o que sente, mesmo que seja o que todo o mundo ache que não é assim, mas daí a apontar e dizer que vai deixar de seguir, de comentar e blá blá pardais ao ninho, já é um extremo de idiotice. Cada pessoa tem uma opinião desde que não mate ninguém tem uma opinião e tal como tu, estou com "medo" do que possa aí vir,porque se eles entraram em França, mais rápidamente entram em Portugal... Se é que já não estão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero de verdade estar enganada mas acho que Paris foi apenas o começo:( Que Deus nos ajude a todos nós, é só o que digo.

      Eliminar
  2. Sim, isto foi só o começo, infelizmente é só o começo, só fico em baixo, porque acredito que no meio deles haja pessoas boas, e agora vão todos pagar pela mesma moeda.... Tal como se fossemos nós claro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não digo que não haja. O meu medo é aqueles que de facto não são "gente boa" :/

      Eliminar
  3. Cada um tem direito a exprimir a sua opinião, e o blog é teu, dás a tua e quem o lê pode com certeza dar a deles, mas sem criticar ninguém. Assim como tu, também acho que primeiramente deviam pensar em dar apoio aos nossos, claro que não digo que os refugiados não precisem de ajuda, mas não sou estupida, e sei que no meio de gente inocente, os terroristas também lá estão prontos a destruir tudo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes o que digo? Que Deus nos ajude a todos. :(

      Eliminar
  4. É, de facto, um assunto delicado em que cada um tem a sua opinião. É verdade que existe sempre o receio, mas acho que para converter isso nada melhor do que ler... Inicialmente era completamente contra a vinda dos refugiados pela situação que Portugal atravessa, mas nada como informar-me e ler um artigo sobre os mesmos. Acho que o que aconteceu ontem não tem de todo a ver com a vinda dos refugiados, mesmo que existam sempre infiltrados. Trata-se de pessoas com "poder" que não se iriam sujeitar a morrer ou a viver condições miseráveis para chegar alí e "BOOM", além disso tendo em conta a sua "força", é fácil de ver que existem formas mais "seguras" para o fazer... Há pouco veio a saber-se que um dos "artistas" vivia em França há três anos! #PrayForParis

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E achas que não leio? Leio tanto que cada vez tenho mais medo do que poderá aí vir. É obvio que quando querem entrar, entram. Mas com a massa de refugiados, o mais certo é vir lá uns bons milhares infiltrados, como já foi noticia.

      Eliminar