Já começa a ser demais


Lembram-se da minha onda de azar? Parece que voltou novamente.
Mas vou começar pelo principio.
Primeiro que tudo, espero que me desculpem por mais uma vez mudar o link do blog mas foi mesmo preciso. Tinha de manter o blog longe de certas pessoas conhecidas para ver se isto passa.
Definitivamente, alguém me quer muito mal mesmo, e não sei porquê. Depois da saga da outra vez e do episódio estranho da Quinta-Feira ontem tive um acidente de carro. O meu primeiro acidente de carro. Mesmo se tratando de uma lata velha, sempre tive cuidado, pode ter mossas e riscos de outros donos mas nas minhas mãos nem um risquinho teve e agora tinha de ser isto.
Basicamente, não houve feridos, do mal o menos. Ia eu muito descansadinha da minha vida no caminho para casa e para fugir ao trânsito dos semáforos àquela hora pensei "Bem, vou ali por aquela urbanização que é mais calma e não estou 5 minutos à espera que o sinal abra", Qual quê. De uma rua vem um velho como se fosse tudo dele que nem me viu a mim, nem viu o STOP que tinha à frente dele, não viu nada.
Ele próprio pediu logo desculpas, que a culpa era dele (viu-se logo né!!!) e ainda fez marcha-atrás, mas a GNR foi logo chamada. Naaaah eu sei os meus direitos e deveres. Tive uma sorte do caraças, sim tive. Sorte de ter sido no momento que ia a chegar ao entroncamento e ele ao atravessar-se à minha frente ainda tive tempo de agarrar o volante com toda a força e de travar a fundo, mesmo não conseguindo evitar o impacto. Se ele me apanhasse na lateral do carro eu teria ficado feita num 8 porque iria bater logo com a cabeça do vidro do meu lado e outras coisas que nem quero pensar.
Conclusão, lata velha, capô amolgado, faróis estilhaçaram-se logo e o cabrão do homem ficou com um pisca danificado. A culpa foi dele e o carro mais partido foi o meu. -.-
Devem imaginar o filme todo que veio a seguir. Quando cheguei a casa é que foi desabar. Tremia por todo lado, chorei que me fartei... Claro que o seguro dele só tem de pagar o estrago mas foram muitos nervos. Ainda não me tinha recomposto do sucedido na Quinta Feira já estava a levar com mais uma em cima.
É o que digo, para além do azar que me persegue todos os dias 26 (por isso teimei em tornar o 26 um número de sorte. Vou usá-lo em tudo o que puder em vez do 13 - o dia do meu aniversário - sou mais teimosa que essas coisas más que querem para mim.)devem-me ter lançado um bruxedo qualquer que isto começa a ser coisas a mais a correr mal a seguir umas às outras. Por isso, afastei-me de algumas pessoas e mudei o link do blog. Evitar ao máximo que tenham conhecimento do que se passa comigo e na minha vida.
Distância, quanta mais, melhor. Apenas isso.
Prefiro não ter amigos nenhuns do que falsos amigos. É preciso cuidadinho com eles, oh se é!

Share This Article:

,

CONVERSATION

4 comentários :