Séries || Arrow | The Flash | Legend's of Tomorrow | Supergirl | Smallville


«Playboy, milionário e mulherengo, Oliver Queen estava presumivelmente morto há 5 anos, quando um acidente de iate causou o desaparecimento dele, do seu pai, Robert e de Sara Lance, irmã da sua namorada Laurel . Mas Ollie sobreviveu e, preso numa ilha, aprendeu a lutar pela vida. De volta à civilização em Starling City, ele é um homem mudado e está decidido a honrar a memória do pai e livrar a cidade da corrupção. Disfarçado como Arqueiro, usa as habilidades que aprendeu durante o tempo na ilha para isso, e ao mesmo tempo precisa de esconder a sua nova identidade da mãe, Moira, da irmã, Thea  e dos amigos.»

Esta é uma daquelas séries que me intrigou desde o início mas nunca me prendeu tanto como na 4ª temporada onde conhecemos um Oliver mais humano e preocupado com quem o rodeia. 
Recomendo, até para quem não gosta de super-heróis. 


Nos EUA: A decorrer / Renovada 
The Choice: Em dia






«Apresentado dentro da segunda temporada de Arrow, Barry Allen ganha a sua própria série em The Flash. A série mostra a história de origem do super-herói, um detetive que passou boa parte da vida procurando respostas para a misteriosa e aparente sobrenatural morte da mãe, e que, depois de ser atingido por um raio e passar nove meses em coma, vê-se, ele próprio, com super poderes, enquanto deve continuar com seu dever de proteger a Central City dos vilões.»


A primeira metade da primeira temporada foi um tudo nada "secante" mas algures pelo meio tornou-se viciante, sempre com novos mistérios depois de resolver os antigos. Em cada novo vilão, surgia um pormenor novo sobre a vida de Barry Allen e a morte da mãe. Não quero dar spoilers, mas a atual temporada terminou com uma reviravolta gigante que irá mexer com toda a linha do tempo. 

Nos EUA: A decorrer / Renovada
The Choice: Em dia




«Quando apenas heróis sozinhos não são suficientes... o mundo precisa de lendas. Tendo visto o futuro, um que ele precisa desesperadamente evitar que aconteça, o viajante do tempo Rip Hunter recebe a tarefa de juntar uma equipa heterogénea, composta tanto de heróis quanto vilões, que devem acabar com uma gigantesca ameaça — que coloca não apenas o planeta em risco, mas o próprio tempo. Será a equipa capaz de derrotar um inimigo imortal diferente de tudo que já foi visto?»

O que acontece quando heróis e vilões se juntam e têm de trabalhar em equipa? Nada de bom nem fácil de aceitar, mas quando o planeta e até o próprio tempo está em risco, vale tudo e Legend's of Tomorrow, apesar de não ser a minha série preferida dentro do género de super-heróis, mostra que as diferenças podem ser ultrapassadas e no final, até um vilão se pode tornar um verdadeiro herói.


Nos EUA: A decorrer / Renovada
The Choice: Em dia




«Kara Zor-El escapou do seu planeta, Krypton, durante sua destruição há anos. Desde que chegou à Terra, ela conseguiu esconder os seus poderes, os quais compartilha com o primo, o Super-Homem. Agora, aos 24 anos, Kara decide assumir as suas habilidades sobre-humanas e ser a heroína que sempre foi destinada a ser, o que nem sempre será fácil»

O que me levou a ver a nova série foi o facto de ter visto Smallville há alguns anos, mas fiquei tão desiludida ao princípio. Smallville seguiu uma linha totalmente diferente de Supergirl. Enquanto Clark Kent levou anos a aprender a controlar os seus poderes, Kara já chegou ensinada. 
Sempre que falam no Super-Homem a primeira imagem que me vem à cabeça é do Tom Welling, Clark Kent em Smallville
Ao fim de alguns episódios comecei a encarar a Supergirl como é, uma série totalmente autónoma sem qualquer ligação com o Clark Kent/Tom Welling, e até me conseguiu cativar com alguns mistérios e intrigas que foram surgindo. 
A série esteve na corda bamba, foi quase cancelada pela emissora, mas felizmente a mesma "casa" de Arrow e Flash, recebeu de braços abertos a Supergirl, impedindo assim os fãs de terem um ataque de coração, não fosse o final de temporada intrigante como tudo!


Nos EUA: A decorrer / Renovada
The Choice: Em dia



«A série mostra a vida do Super-Homem quando ele ainda era apenas um adolescente, que nem imaginava os poderes que tinha. Em vez de lidar com vilões e proteger o mundo, Clark Kent terá que enfrentar a escola, as dificuldades de conquistar as raparigas e lidar com seus rígidos, porém amáveis, pais, enquanto o seu corpo passa por muitas mudanças — e nem todas elas relacionadas à puberdade: uma super-força, visão de raio-x... Mais forte e mais rápido do que qualquer outra pessoa, Clark não consegue entender porque se sente tão deslocado, principalmente na presença da bela Lana Lang, cujos pais foram mortos pela chuva de meteoros que o trouxe à Terra. E numa grande diferença em relação às outras histórias, Clark se torna amigo de seu futuro inimigo, Lex Luthor, após se encontrarem por acaso.»


Smallville foi muito mais que uma série de super-heróis. Contou a vida de Clark Kent desde que chegou à Terra e foi acolhido por um casal dono de uma quinta, até se tornar um jornalista comum e distraído, e Super Homem. 
Clark era mais que um herói com capa, era um rapaz adolescente normal como todos os outros, excepto quando descobre os seus poderes e tem de os aprender a controlar guardando segredo de todos os seus amigos o máximo de tempo que conseguiu. Foi mais uma das séries com a qual cresci e vi os personagens crescerem e evoluírem ao mesmo tempo. 
Para quem gosta de séries já com alguns anos, recomendo.


Nos EUA: Terminada
The Choice: Terminada

Share This Article:

CONVERSATION

8 comentários :

  1. Por terem o selo da CW, fico sempre de pé atrás com estas séries. A emissora tem a tradição de cancelar programas a torto e a direito e para poupar o coração partido, às vezes prefiro nem ver haha. Dito isto, tenho a "Supergirl" para ver (gosto bastante da protagonista e da "irmã" dela), e ainda não me consegui decidir sobre "Arrow", mas é provável que lhe dê uma oportunidade :)

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arrow não me seduziu muito no início, mas uns episódios depois e começou a ter graça :)

      Eliminar
  2. Esta "nova" temporada o Oliver esta a perder o protagonismo... não sei... falta arrow à serie. Ele podia explorar mais a artilharia dela... Eu até faço parte das pessoas que gosta da felicity mas acho que tá a ficar demasiado feminina a série. Entendo que seja para agradar a mais publico mas tá a perder carisma... talvez por os escritores andarem a saltitar entre arrow, flash e LoT,... supergirl tambem vejo mas tenho menos amor à serie do que às outras 3. Vê Lucifer! está muito boa a série ^^ E é tambem universo da DC apesar de mais soft! E o Tom Elis é um gato ;P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade! Acho que se estão a focar mais no lado humano dele, na equipa em si e não apenas no Ollie. Vamos ver o que aparece na nova temporada ;) Supergirl vejo mas não é das minhas preferidas. Ai, Lucifer? Mais uma para a lista. Não posso! ^^ Vou ver o trailer, ver se gosto.

      Eliminar
  3. Gosto bastante de Arrow ;) As outras séries ainda não vi. Conheces the 100 ? É muito boa!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Detestei Arrow, desde o início e nunca me arrependi de não ver. Perdi-me no meio de tanta namorada.
    Vejo as três seguintes e gosto. Embora não goste da Sara, em LoT. Já Smallville, nunca vi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arrow não teve o melhor início mas agora está muito fixe e interessante... ;)
      A Sara não gosto nem desgosto. Gostava mais da irmã dela, a Laurel (Arrow) :)

      Eliminar