Victoria Hislop | Hotel Sunrise


«Famagusta, no Chipre, é uma cidade dourada pelo calor e pela sorte, o resort mais requisitado do Mediterrâneo. Um casal ambicioso decide abrir um hotel que prime pela sua exclusividade, onde gregos e cipriotas turcos trabalham em harmonia.
Duas famílias vizinhas, os Georgious e os Özkans, encontram-se entre os muitos que se radicaram em Famagusta para fugir aos anos de inquietação e violência étnica que proliferam na ilha. No entanto, sob a fachada de glamour e riqueza da cidade, a tensão ferve em lume brando…
Quando um golpe dos gregos lança a cidade no caos, o Chipre vê-se a braços com um conflito de proporções dramáticas. A Turquia avança para proteger a minoria cipriota turca e Famagusta sucumbe sob os bombardeamentos. Quarenta mil pessoas fogem dos avanços das tropas.
Na cidade deserta, restam apenas duas famílias. Esta é a sua história.»


Há muito tempo que um livro não me fascinava tanto ao ponto de passar horas a ler sem dar por isso.
A primeira parte é um pouco "banal" mas a segunda (quando tudo muda e onde tudo acontece) é viciante até à última linha.
Já tinha lido outros livros da autora, tais como A Ilha e O Regresso. Recomendo!

Share This Article:

,

CONVERSATION

5 comentários :