John Green | Cidades de Papel


«Quentin Jacobsen e Margo Roth Spiegelman são vizinhos e amigos de infância, mas há vários anos que não convivem de perto. Agora que se reencontraram, as velhas cumplicidades são reavivadas, e Margot consegue convencer Quentin a segui-la num engenhoso esquema de vingança. Mas Margot, sempre misteriosa, desaparece inesperadamente, deixando a Quentin uma série de elaboradas pistas que ele terá de descodificar se quiser alguma vez voltar a vê-la. Mas quanto mais perto Quentin está de a encontrar, mais se apercebe de que desconhece quem é verdadeiramente a enigmática Margot.
Cidades de Papel é um romance entusiasmante, sobre a liberdade, o amor e o fim da adolescência.»

Acabei de ler Cidades de Papel e não podia ter ficado mais feliz por o livro (felizmente) não ser tão treta e secante como o filme.
Pelo menos, aqui pude saber o final, que já agora, achei justo.
Quem já leu? Viram o filme? Contem-me tudo!

Share This Article:

,

CONVERSATION

2 comentários :