Das Férias | 2016 | Pt.2

Hoje venho falar-vos da minha segunda semana de férias.
Bem... antes de sair de casa a minha avó mandou-me arranjar por lá um "auçoriano" (açoriano) mas acho que ela queria dizer Algarvio...enfim... não, não arranjei nem um Algarvio nem de terra nenhuma, mas que havia lá um jeitoso no parque de campismo, havia. Pena ter-se ido embora poucos dias depois, mesmo assim, disfarçadamente ainda lhe deitei o olho.
Next.
Uma das coisas que aproveitei para fazer nas férias foi pôr a leitura em dia. Levei 3 livros e li 2 e meio. Uau hã!


Mas sobre essa semana...passou a correr. E como típico do mês de Agosto, a bandeira verde foi substituída pela amarela praticamente durante toda a semana. Nem parecia Monte Gordo com aquelas ondas.
Mas e daí? Praia é praia. Férias são férias. Não se anda uma hora dentro de água anda-se 10 minutos com água pelos joelhos e ganha-se um bocadinho de cor.
E claro, diverti-me imenso a ver as pessoas que adoram estacionar as cadeirinhas de praia à beira-mar quando está maré baixa, vão almoçar e quando chegam têm as cadeiras dentro de água quando a maré vira. O mais engraçado foi mesmo nesses dias de bandeira amarela, as ondas rebentarem mais acima do que esperado. Só vi pessoas a correr com o chapéu aberto, outras a levantarem-se como um boneco daqueles que saltam de dentro de uma caixa com mola. Foi hilariante.

A questão é quando nem os joelhos podes molhar porque os Nadadores Salvadores desatam a tirar toda a gente dentro de água do nada e de repente, vês que está bandeira vermelha. OK. Nunca na minha vida apanhei bandeira vermelha no Algarve, acho que nem amarela, mas pronto.


E foi isso que aconteceu no meu último dia de praia do ano. Uma tempestade que mais parecia o Apocalipse, ondas com uma corrente enorme. Chuva grossa, trovões e relâmpagos em pleno areal. Brutal, hã? Não, não achei graça nenhuma. Nem um mergulho de despedida. Nickles.


Mas como no fim da tempestade vem a bonança, fomos brindados com um arco-íris que parecia estar no Guadiana, entre Portugal e Espanha.


E depois, ainda se encontra obras destas no meio do areal. Escusado será dizer que não levou muito tempo até que aqui a senhora ficasse com os pés de molho quando a maré subiu.


E foi com esta foto que disse "Até à próxima" à praia. Alguma vez viram uma praia Algarvia sem gente dentro de água? Não? Viram agora.


Mas não podia deixar Monte Gordo sem experimentar uma das suas "tipicalidades". Andar de charrete. Quem conhece aquela zona sabe que é um dos pontos turísticos, o seu emblema de marca. Quase que dá para nos sentir-mos gente fina. :P

Ponte sob o Guadiana

Sexta-Feira foi o nosso último dia de férias e decidimos rumar a Ayamonte, visto que estávamos ali tão perto. Foi a primeira vez que saí do país e posso dizer que não encontrámos qualquer segurança na fronteira. O que me admirou imenso. Qualquer pessoa lá pode passar, sem controle, sem nada.

Mercadona
Ayamonte fascinou-me naquelas poucas horas que lá estive. A primeira paragem foi no Centro Comercial Mercadona. Claro que não entrei nas lojas que queria (ainda mais com o impaciente do meu pai atrás) mas, nas que entrei fiquei parva com a diferença de preços comparados com Portugal.
Na verdade fiquei parva com tudo.


Adorei a arquitectura daquela zona. Adorei as estátuas invulgares nas rotundas. Adorei a vista para a ponte. Adorei aquelas ruelas estreitas que nos lembra um pouco os filmes que vimos em Itália (apesar de nunca lá ter estado).


Encontrámos uma Praça de Touros, claro que sim! :P


Mais umas estátuas, mais um rio. E um jardim que adorei imenso. Mesmo muito!
É uma daquelas praças com cafés, lojas, restaurantes etc, em redor. Não tenho palavras. Para quem gosta de conhecer coisas novas, monumentos, lugares...recomendo que por lá passem. Tive imensa pena de não visitar-mos mais coisas mas o trânsito estava péssimo e vimos-nos aflitos para sair de lá.

RI 1 - Beja
Já no caminho de regresso a casa, passámos pelo quartel do Regimento de Infantaria 1, em Beja, onde o meu pai há 26 anos foi tropa.

Beja
E ainda em Beja, por culpa dos nossos estômagos andarem a roncar já a algum tempo, parámos para almoçar e acabámos por descobrir este pequeno paraíso verde.


Como foi bom regressar a casa, duas semanas depois.

Espero que tenham gostado deste testamento. Certamente que ficou muita coisa por contar, muitas fotos para mostrar, mas quem me segue no Instagram pode ver todas, incluindo as fotos de família que não partilhei aqui.

--------------------------------------------

Sobre a decepção que falei no post anterior das férias; descobri que a renovação do meu contrato está em águas de bacalhau, como se diz por aqui. A "desculpa" que me foi dada foi que dependia dos trabalhos que aparecessem. Na verdade, eu já calculava. Antes de ir de férias estávamos a rebentar de trabalho, ninguém sabia para onde se voltar, mas pelos vistos em duas semanas conseguiram fazer tudo sozinhos.
Se estou preocupada? Claro que sim. Mas não sou burra e sei perfeitamente quando me estão a descartar. Fui burra sim, quando perdi fins de semana e noites a terminar trabalhos. Sei que fiz talvez mais do que me competia, se não foi o suficiente, tudo bem.

Share This Article:

CONVERSATION

8 comentários :

  1. Adorei as fotos!

    r: Também foi uma boa opção :)

    ResponderEliminar
  2. Tiveste umas férias em tanto ! O que importa é que te divertiste . Também ando à procura de trabalho e não tem sido fácil levar com tantos "não's" :/

    R. A sério ? Ainda não me apareceu nada em como me estás a seguir :x
    Bom Domingo ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive sim. Não me posso queixar muito :P
      Nunca é fácil. Passei por esse processo antes, e estou a ver que vou passar de novo, o que importa é nunca desistir. No meu caso, não me importo de ir fazendo cursos no centro de formação. Sempre se ganha alguma coisa, aprendo coisas novas e conheço novas pessoas :)
      Tenho o mesmo problema dos seguidores. Antes aparecia na página inicial, agora só consigo ver tendo a caixa de seguidores pública no blog. :s

      Eliminar
  3. Gostei das fotos :)

    http://trapeziovermelho.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Caí aqui de pára-quedas e adorei o blog! Gostei muito das fotos. Vou seguir de perto :)

    ResponderEliminar